DOENÇAS DO CORAÇÃO

Simoc

Embora todos temam violência e acidentes, as principais causas de morte no mundo são as doenças cardíacas. Fique atento para os cinco sintomas que podem indicar problemas graves no coração e que não devem ser ignorados.

Desmaio ou Tontura   

Podem ser causados por queda súbita da pressão arterial, que leva a diminuição ddesmaio e tonturao fluxo sanguíneo para o cérebro e alteração da frequência cardíaca. Porém, há possibilidade de serem resultados de problemas cardiovasculares, como estreitamento da válvula aórtica, o que dificulta a passagem de sangue para o coração. Por essa razão, deve-se consultar um médico após episódios de desmaio ou tontura frequente.

Palpitações no Coração

palpi

Sentir o coração bater fora de ritmo, como se tivesse uma “batedeira” dentro do peito pode ser sinal de arritmia cardíaca. Na maioria das vezes o sintoma ocorre ocasionalmente, desencadeado por emoções fortes ou estresse, e desaparece.

Entretanto, pode ser sinal de doenças isquêmicas do coração, e caso se torne recorrente há risco de problemas graves como falência cardíaca e fibrilação.

Dores no Peito

dores no peito

Um dos sintomas mais comuns e conhecidos do infarto. Sentir dor ou aperto que se prolonga por mais de 20 minutos pode indicar que vasos do coração estão obstruídos—por placas de gorduras, por exemplo. A dor intensa é  resultado da falta de oxigenação do tecido cardíaco, nesses casos é necessário buscar ajuda médica imediatamente.

Falta de Fôlego

Cansar-se ao realizar atividades simples, como subir falta de folegoum lance de escadas, é normal, principalmente para sedentários, mas ficar sem fôlego e com dificuldade para respirar não é. A sensação pode ser sinal de insuficiência cardíaca, quando o coração não consegue bombear sangue suficiente. Se lhe faltar o fôlego quando realizar pequenos esforços, procure  um médico.

Dores nas Pernas

dores nas pernas

Dor nos membros inferiores que passa não passa mesmo depois de parar de caminhar, correr ou realizar algum outro esforço físico pode ser indício de doença arterial periférica. Os portadores dessa enfermidade correm risco de sofrer infarto ou AVC. CONSULTE SEMPRE UM MÉDICO.

Equipe de  Saúde Ocupacional                                                                          

 www.saudevip.care

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *